Para inovar: Atividades de português utilizando termos bancários!

Todo o conhecimento adquirido em sala de aula tem uma funcionalidade no nosso dia a dia, mas muitas vezes isso não fica claro para o aluno, principalmente quando os conteúdos são trabalhados de forma isolada. Com a interdisciplinaridade tão pedida pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e o uso de situações problemas, mostrando a aplicabilidade do conteúdo no cotidiano do estudante, isso fica mais evidente e mais fácil.


No Kademi, nosso Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) em que o usuário aprimora seus conhecimentos enquanto se diverte, utilizamos menus livres em que o aluno, em conexão com a BNCC, o professor consegue trabalhar atividades lúdicas com os estudantes. Assim, de forma inovadora, o educador ganha ferramentas para superar os desafios da aprendizagem e engajar os alunos em diversas disciplinas.
Um exemplo é o menu banco, que mesmo sendo um menu de acesso livre do aluno, o professor consegue utilizar de maneiras diferentes em sua aula, inclusive na aula de português.

Por isso, nossa equipe pedagógica separou algumas dicas de exercícios que podem ser usados tanto nas atividades enviadas pela plataforma, como também nas atividades realizadas presencialmente. Confira:


SEMÂNTICA (SENTIDO/SIGNIFICADO)

Nessa atividade o professor deve abrir com os seus alunos ou pedir para que eles abram na área do aluno o menu Banco, em sequência o professor deve pedir para que os estudantes escolham algumas palavras que aparecem no menu: (saldo, extrato, investimentos, etc) e pedir para que eles representem o sentido das palavras escolhidas através de um desenho.


Exemplo: O desenho de uma pessoa feliz com dinheiro, um cofrinho ou uma carteira cheia de dinheiro (saldo); o desenho de uma máquina registradora de mercado e uma pessoa triste com os bolsos da calça do avesso (sem dinheiro).


Outra forma de trabalhar o mesmo assunto com os alunos, é o professor apresentando imagens diversas em que os alunos precisam relacioná-las às palavras que aparecem no banco.


MORFOLOGIA E FONÉTICA (FORMAÇÃO DAS PALAVRAS E SOM DAS LETRAS E PALAVRAS)

Aqui o educador, em sala de aula ou virtualmente, expõe as palavras do banco e solicita que os alunos realizem a separação silábica e escrevam outras palavras que possam ser escritas com base nelas, ou que apresentem o mesmo som fonético.

Exemplo: SALDO (SAL); EXTRATO (TRATO, EXTRA);

Com som fonético parecido: SALDO (CALDO); BANCO (MANCO)…

Assim por diante.

MORFOLOGIA E SINTAXE (FORMAÇÃO DAS PALAVRAS E SENTENÇAS)


Nessa proposta, a ideia é que o professor peça aos alunos para elencarem as palavras encontradas (saldo, extrato, investimentos, rendimentos, etc).


Em seguida, cada aluno deve escrever a palavra, indicar a classe gramatical dela e aplicar em uma frase, podendo alterar a classe gramatical conforme a existência da palavra.


Exemplo: O meu saldo (substantivo) está abaixo; Eles tinham saldado (verbo no particípio) o que deviam…


DISCURSO, FIGURAS DE LINGUAGEM

Aqui o educador pode trabalhar o sentido figurado e real do uso dessas palavras
Exemplo: Eu deposito dinheiro na conta; Eu deposito o meu coração à ti…


GÊNEROS TEXTUAIS

O professor pode aproveitar para comparar um extrato real com o extrato do banco da plataforma e assim, trabalhar o gênero extrato bancário, bem como os demais gêneros comuns no ambiente banco, construindo conhecimento acerca do comportamento, uso e intencionalidade do gênero: O que há no extrato? Para quê ele serve? Quais informações encontramos nele? Em quais situações podemos usá-los? Etc…
Além disso, o educador pode adaptar um outro gênero para o extrato ou vice-versa, levantando a discussão e o conhecimento sobre como os gêneros funcionam e explorando a criatividade.


Exemplo: Como fazer o meu extrato em formato de poema? Como fazer uma receita no formato do meu extrato?

ANÁLISE SINTÁTICA E DISCURSIVA

Complementando a atividade anterior, o educador pode pedir para que os estudantes analisem o discurso que acompanha a esfera bancária, trabalhando com outros gêneros.

Exemplo: Propor aos alunos, que façam um bilhete indicando o saldo que o aluno possui na conta; uma propaganda sobre o banco que eles usam na plataforma.

Essa atividade pode ser incrementada com a realização de uma comparação entre as propagandas reais dos bancos, com foco no discurso de cada um. Os alunos podem analisar o que cada banco defende, vende ou acredita; quais públicos eles atendem e como se comunicam.

Gostou? Que tal compartilhar com outro educador essa dica? No Kademi, você conta com conteúdos gamificados e ambientes lúdicos, que trazem os elementos dos jogos para o processo de ensino. Assim, os educadores ganham ferramentas para engajar os alunos nos estudos.

Conheça o Kademi, uma forma divertida de estimular o gosto pelos estudos e trabalhar o ensino personalizado, acesse nosso site: www.kademi.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>