DIVERSIDADE CULTURAL

DIVERSIDADE CULTURAL Já parou para pensar sobre como você se define e quais as características que constituem sua identidade? Certamente esta não é uma tarefa fácil. A construção das identidades, na maior parte dos casos, dá-se pelo princípio da negação, isto é, ao nos compararmos com o outro, em geral o diferente, e por oposição construímos

COLECIONISMO

COLECIONISMO Figurinhas, cards, carrinhos, bonecas, tampinhas, selos, discos e uma infinidade de objetos são colecionados por pessoas de diferentes idades, da criança ao adulto. Você já parou para pensar o porquê colecionamos e quais os cuidados que temos com nossas coleções? Em última instância o Museu é um grande colecionador, pois é formado por um acervo,

HOMEM E NATUREZA

HOMEM E NATUREZA O homem é o principal agente de intervenção na natureza, modificando-a para a construção de formas e obtenção de recursos que assegurem sua existência. Mais do que isso, é responsável pela construção de paisagens culturais, ao passo que se apropia da natureza lhe atribuindo significados e narrativas mutáveis, dada sua historiocidade. Assim,

CREIO EM TUPAN

CREIO EM TUPAN Concebido a partir da frase “Creio em Tupan”, do fundador da cidade, Luiz de Souza Leão, o módulo destaca a cidade como próspera, fundada pela iniciativa de empreendedores que buscaram o oeste de São Paulo para a expansão da cafeicultura. O museu também ressalta a participação dos moradores na Revolução Constitucionalista de

REPRESENTAÇÃO DE TECIDOS E CESTEIRA

REPRESENTAÇÃO DE TECIDOS E CESTEIRA [caption id=attachment_5252 align=alignright width=300] Fotografia: Representação Cesteira no Acervo Indígena (Museu Índia Vanuíre).[/caption] Ao contrário do que se pensa, as culturas dos vários povos indigenas que habitam o Brasil possuem um rica fonte na fabricação de itens do dia adia. Nesse tema, iremos abordar aconfecção de objetos, de uso e costumes