DIVERSIDADE CULTURAL

DIVERSIDADE CULTURAL

Já parou para pensar sobre como você se define e quais as características que constituem sua identidade? Certamente esta não é uma tarefa fácil.

A construção das identidades, na maior parte dos casos, dá-se pelo princípio da negação, isto é, ao nos compararmos com o outro, em geral o diferente, e por oposição construímos uma imagem de nós e do grupo social de que somos parte. Por sua vez, cada grupo possui códigos próprios e, na maior parte das vezes, indecifráveis por aqueles que estão de “fora”, seja em função de uma temporalidade distinta ou por partilhar de outra cultura.

Ao visitar o Museu entramos em contato com um mundo novo, em que há objetos, em sua maioria, produzidos em épocas bem distantes da que vivemos e que pertenceram à grupos com hábitos geralmente diferentes dos nossos. Por isso geralmente não nos identificamos ao primeiro olhar, por outro lado, a materialidade dos objetos nos permite conhecer um outro, a quem devemos respeitar e que nos auxilia a compreender a heterogeneidade de nossa sociedade, bem como a nos apropriar do patrimônio histórico, artístico e cultural que ela produz.

A coleção de presépios do Museu de Arte Sacra, formada por peças produzidas em diversos períodos e diferentes lugares do mundo, permite-nos uma investigação sobre outras culturas e de que forma se apropriam da representação da cena do nascimento de Jesus.

Os presépios são conjuntos escultóricos de figuras independentes que representam o nascimento de Cristo. Geralmente, um cenário é acrescido aos personagens, normalmente com referências das paisagens e dos tipos humanos da região em que foi produzido. São caracterizados pela diversidade dos personagens que podem ser montados em espaços e tempos estabelecidos.

A invenção dos presépios é atribuída a São Francisco de Assis, que em 1223 recriou um cenário com figuras vivas para celebrar o Natal na floresta de Greccio, na Itália. Os primeiros presépios móveis com bonecos articulados surgiram em 1605, na Alemanha, em uma igreja pertencente aos padres jesuítas. Porém foi na cidade de Nápoles, no sul da Itália que esta tradição se difundiu, assumindo um caráter pedagógico.

Que tal dar a volta ao mundo a partir da coleção de presépios do MAS? O estudante poderá entrar em contato com representações produzidas na Europa, América, África, Ásia e inúmeras regiões brasileiras e refletir sobre a representação do Homem e da paisagem por diversas culturas.

.

Kademi +


Escolas: Traga o Kademi para sua escola e tenha acesso ao conteúdo completo dessa campanha.

Professor (a): Solicite o material completo dessa aula pelo e-mail:suporte@kademi.com.br

Alunos / Responsáveis: Assine o Kademi e ofereça esse e mais de 4.000 conteúdos educacionais.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>